quinta-feira, 30 de outubro de 2008

No meio de um dia complicado de trabalho, alguém me manda um link. "Gosto muito desta música", disse. "Assim que puder, ouço..." Pude agora, na calma de casa.
Assim que ouço o primeiro "Summertime" pela voz de Ella, encolho-me com um arrepio e sou invadida com uma série de coisas. Recordo o filme. Recordo uma frase, que nunca esqueci porque sempre a achei com muito poder. "O amor é um lugar estranho".
E como o cansaço, torna as nossas defesas mais frágeis, há palavras que assumem uma dimensão maior.

"Todos queremos ser encontrados"

3 comentários:

Paula disse...

:)
Há carradas de versões dessa música...
Tenta ouvir a de Janis Joplin em Woodstock, acho. Tem um prelúdio de Bach ;)

dajaneladomini disse...

É bom não é?
Pois...
um beijinho em ti

Celeste disse...

Andas lamechas pá! ;)